Compartilhe "Alimentação e sazonalidade: reconectando com a natureza." com seus amigos:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Alimentação e sazonalidade: reconectando com a natureza.

Em qualquer estação do ano, é importante manter uma alimentação saudável, mantendo o consumo de frutas, legumes e verduras e tendo atenção à hidratação e à prática de atividade física regular. As mudanças de estação fazem parte da nossa vida e por, mais previsíveis e repetitivas que sejam, possibilitam uma renovação, inclusive no nosso cardápio. Como a natureza é sábia e fluida , ela vai se renovando para manter o equilíbrio ao longo de cada estação, gerando elementos compatíveis com o contexto de cada mudança. Essa sabedoria se reflete, por exemplo, na mudança de paisagem e alimentos típicos de cada estação e esses alimentos fornecem elementos que cada organismo precisa para funcionar bem, do inverno ao verão. 

 

Os alimentos sazonais (típicos de cada estação) impactam no funcionamento interno do nosso corpo, fornecendo o que ele precisa naquele momento, ou seja, ferramentas necessárias para se harmonizar à mudança de estação. A manutenção da nossa saúde passa pelo prato saudável e pode ficar ainda mais eficiente ao se respeitar a sazonalidade dos alimentos, para isso é preciso reconectar com a natureza, fluindo com as estações do ano, procurando escolher os alimentos próprios das estações que, além de mais saborosos e nutritivos, tendem a receber menos agrotóxicos. Essa é mais uma ferramenta para manter corpo saudável e fortalecido o ano todo.

 

O calor está indo embora e as noites ficando cada vez mais longas e frias. É a natureza preparando o inverno,  estação fria e mais seca. Muitos de nós perdemos o contato com uma “inteligência orgânica” que age de forma condizente com cada época da vida e em cada estação do ano. Mas, se nos observarmos com atenção, poderemos perceber o quanto somos afetados (emoções, humores, atitudes, desejos alimentares etc.) pelas mudanças das estações. 

 

Um dos reflexos da sazonalidade em nossa vida é sobre nossos desejos alimentares. No tempo frio (que está chegando) é comum que tenhamos uma sensação maior de fome, pois as temperaturas mais baixas fazem com que o corpo gaste mais energia para nos manter aquecidos. Com isso, acabamos consumindo uma quantidade maior de calorias e buscando a chamada “comida confortável”, alimentos mais gordurosos e ricos em carboidratos (massas e doces por exemplo). Se o corpo pede, e ele é sábio, podemos atendê-lo, no entanto, como é importante continuar os cuidados com a alimentação nós podemos usar/desenvolver nossa inteligência para escolher as fontes desses nutrientes, o modo de preparo e a quantidade, mais apropriados para nós.

 

Aliando auto-observação com criatividade e bom senso podemos aproveitar melhor cada estação. Abusar do consumo de determinados alimentos, sabidamente incoerentes com a manutenção da saúde e abolir os que são fundamentais, responsabilizando o tempo (ou o que seja) pelas nossas escolhas, parece uma atitude equivocada para manter o equilíbrio da saúde. Então vamos observar como estamos nos sentindo em cada época, refletir sobre como isso afeta nossos desejos e nossa rotina alimentar e procurar a melhor adequação para cada ocasião. Dessa forma estaremos caminhando para nos tornarmos sazonais como e com a natureza.

Compartilhe com seus amigos via:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Andrea Rosenbaum
Andrea Rosenbaum

Bióloga, formada pela Universidade de Brasília (UnB) Especialista em Nutrição Personalizada

Outros artigos da autora

Artigos populares

Conheça nossos projetos

Comece o ano com saúde

Precisa de ajuda