Compartilhe "Cuidados Ayurvédicos para o Outono" com seus amigos:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Cuidados Ayurvédicos para o Outono

Ayurveda é um sistema de saúde milenar, originário da Índia, cujo termo significa: Ayus = vida e Veda = conhecimento. O Ayurveda considera saúde como uma combinação de diversos aspectos vitais do ser humano, incluindo o equilíbrio do organismo físico, mental, emocional e espiritual. De acordo com o Ayurveda, existem cinco elementos na natureza; éter (akasha), ar (vayu) , fogo (tejas), água (apa) e terra (prithvi). Combinados, eles formam os três doshas (Vata, Pitta e Kapha), que constituem a natureza química de todo ser vivo.

 

Podemos compreender que tudo o que se passa no nosso corpo está conectado ao ambiente externo, aos ciclos da Natureza. Assim, somos influenciados fortemente  pelas mudanças das estações do ano, entendendo que cada dosha naturalmente aumenta durante as estações que apresentam qualidades semelhantes a ele.

 

A chegada do Outono representa uma transição importante, um período em que saímos de uma estação de grande extroversão, o verão, e somos chamados a colher e armazenar para o inverno, tranquilizando a mente e nutrindo uma paz interna.  O outono é um período que torna todos os doshas vulneráveis, entretanto, por ser regido por Vata (Ar + Éter), pessoas com este tipo de constituição ou que possuem tendência a desarmonizar este dosha são as que mais devem se cuidar. As qualidades de Vata são frias, secas, leves, móveis e erráticas. Assim, as pessoas do tipo Vata são mais magras e friorentas, tendem a pele seca e áspera, prisão de ventre, insônia, ansiedade, dificuldade em se concentrar, dor de cabeça e resfriados sucessivos. 

 

Ainda que cada dosha exija cuidados específicos para atravessar esse período, alguns cuidados são fundamentais para que todos possam vivenciar o outono de forma saudável:

– A alimentação nesse período deve ser mais nutritiva, morna/quente e úmida. Procure fazer as refeições com a mente calma, sem assistir televisão. Evite beber líquidos durante as refeições.

– Procure comer as frutas da estação e diminuir o açúcar e os alimentos industrializados. 

– As sementes (amêndoas, nozes, castanhas) podem ser consumidas nos intervalos das refeições, assim como os leites vegetais, pois são altamente nutritivos.

– Os chás de frutas e especiarias de qualidade doce e levemente picante podem ser consumidos ao longo do dia, como erva doce, camomila, canela, gengibre.

– Deve-se tomar bastante líquido ao longo do dia para combater a secura.

– Evite o álcool, que é excessivamente estimulante e perturba o movimento introspectivo do outono, podendo desencadear pensamentos obscuros.

– Massagem Ayurvédica, com óleos vegetais indicados a cada constituição, é altamente benéfica nessa fase, especialmente para pessoas do tipo Vata.

– Tanto no outono como na primavera, o Ayurveda recomenda  rotinas de desintoxicação, com o objetivo de limpar o organismo de resíduos gerados no corpo pelo funcionamento metabólico da estação anterior. As rotinas de desintoxicação devem ser programadas de acordo com as características individuais e acompanhadas por um terapeuta Ayurvédico.

 

Observar as mudanças que acontecem ao nosso redor e aprender com os ciclos da natureza são grandes aliados no processo de manutenção e recuperação da saúde. A maneira como passamos pelos períodos de transição abre espaço  para que surjam novos desafios, que servirão para o nosso crescimento pessoal, profissional e espiritual.

 

Referências:

 

CARNEIRO, Danilo Maciel. Ayurveda: saúde e longevidade na tradição milenar da Índia. São Paulo: Pensamento, 2009.

LAD, Vasant. Ayurveda, a ciência da autocura: um guia prático. (tradução Jurema Maurell). 3a reimp. São Paulo: Ground, 2012.

PIRES, Laura. O sabor da harmonia: receitas ayurvédicas para o bem estar. Rio de Janeiro: Rocco, 2013.

 
Compartilhe com seus amigos via:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Karina Pertile.
Karina Pertile.

Enfermeira, mestre em Educação em Saúde pela UFVJM. Apoiadora institucional do Ministério da Educação no Programa Mais Médicos para o Brasil.

Outros artigos da autora

Artigos populares

Conheça nossos projetos

Comece o ano com saúde

Precisa de ajuda